Um amigo do Benfica e de Portugal

Veio com Ramos Horta a Lisboa por altura do 15.º aniversário da independência de Timor-Leste ou esse foi o pretexto para que Xanana Gusmão estivesse no Estádio Nacional a ver o seu Benfica conquistar a Taça de Portugal? Inclino-me mais para a segunda hipótese, conhecido como é o ex-Presidente, ex-primeiro-ministro e herói timorense pela sua paixão pelo futebol e pelo emblema da Luz.
Há 11 meses, dei aqui conta do modo efusivo como Xanana encabeçou o cortejo automóvel que percorreu as ruas de Díli, saudando efusivamente o título europeu da nossa Seleção, num sinal inequívoco de que não gosta só de futebol e do Benfica, mas que vive também com intensidade os êxitos de Portugal e dos portugueses.
No Jamor, ignorou os salamaleques e optou por registar, na tribuna, momentos de alegria que vai querer recordar – ele que traz gravadas tantas horas de dor com que contribuiu para a libertação da sua pátria. É sempre um privilégio ter Xanana connosco.
Parece que foi ontem, Sábado, 8JUN17

A euforia de Xanana Gusmão nas ruas de Díli, festejando a vitória de Portugal

Partilhar

Os comentários estão fechados.