Sangue de barata é bom para a pesca

Revi agora uma entrevista de Jorge Jesus à CMTV, na Arábia Saudita, na qual explicava que a experiência no Al-Hilal o tinha tornado num homem diferente por ter aprendido, com a filosofia árabe, a encarar as derrotas de forma algo semelhante ao que acontecia com as vitórias. Veio-me logo à ideia o Sérgio Conceição e os seus ataques de cólera, e o bem que lhe faria passar um tempo nas arábias. Talvez um dia. Trata-se de uma treta. Primeiro porque Jesus podia comportar-se como um cavalheiro em Riade: ninguém por... Leia o resto →

Jorge Jesus: o homem que partiu para poder voltar

O regresso de Jorge Jesus ao Benfica estava escrito nas estrelas. Tratado como descartável em 2015, criticado por só apostar em jogadores feitos, por desvalorizar as pérolas da academia e até por não fazer parte do projeto de Luís Filipe Vieira, processado judicialmente e classificado como inimigo ao assinar pelo Sporting, e de novo esquecido em 2019 – quando na Luz se pensava ter descoberto, em Bruno Lage, uma mina de ouro – aí está o homem. Após 13 meses de glória e seis títulos no Flamengo, e mais uns... Leia o resto →

Bruno Lage acossado até pelo gato da vizinha

Uma das coisas que mais irrita os benfiquistas nesta perda de pontos sucessiva é o facto de verem que o FC Porto está a jogar pouco e que se vai esfumando a oportunidade de renovar o título – quando isso parecia ser uma tarefa facilitada. O curioso é que os adeptos portistas se sentem de idêntica maneira frustrados com a modéstia exibicional do seu onze, numa altura em que o rival consegue render ainda menos. Ou seja, lamentam os dragões, e bem, não estarem já a cinco pontos do Benfica.... Leia o resto →

O “soco” de Sérgio Conceição não passou de um equívoco

A última polémica que envolve o futebol português é mais um desgraçado exemplo do nível paupérrimo de que se reveste tudo o que não tenha a ver com a excelência dos artistas. O tenebroso caso do Jamor está convenientemente assombrado pelas dúvidas: agrediu Sérgio Conceição o colega de profissão Pedro Ribeiro? Terá sido outro o agressor e o agredido fez confusão? Ou será Ribeiro um louco à solta que procura protagonismo? Vou mais pela hipótese da agressão consumada, por dois sinais que parecem evidências. O primeiro é o facto de... Leia o resto →

Sérgio Conceição só disse o que queria

Alguém disse, há dias, na CMTV, que Sérgio Conceição “é uma joia de pessoa” e não tenho motivos para não acreditar, até por simpatizar com a maneira de ser frontal do treinador e com a paixão que põe no exercício da profissão. A convicção com que desempenha esse papel, meio técnico e meio adepto, deixa de parte a hipótese de ter criado uma personagem cuja pele despe mal a função termina e as luzes se apagam. Não, o seu comportamento é genuíno. O que me custa a entender é que... Leia o resto →

E se fosse possível juntar o talento de Messi e a cabeça de Cristiano?

Se soubesse que mais depressa acontecia, mais cedo teria falado… Estou a brincar, obviamente, mas a verdade é que contra o meu prognóstico sombrio de há oito dias, Cristiano Ronaldo voltou a fazer história com uma nova exibição de qualidade inatingível por qualquer futebolista. Sim, nem por Messi, que tem um talento futebolístico só ao nível de Pelé e de Maradona – concordo com Fabio Capello – mas que não supera em força mental, capacidade de jogar sob pressão e multiplicidade de recursos o madeirense. Um é indiscutivelmente um génio,... Leia o resto →

Bruno Lage, o flautista da Luz

Foi uma semana não direi de punhos de renda mas de alguma sensibilidade cívica, manchada apenas pela ação dos grunhos que apedrejaram a camioneta dos encarnados ou dos ativistas noturnos que terão lançado uns foguetaços junto ao hotel onde pernoitou o Benfica. É uma espécie de lepra sem cor da qual dificilmente nos livraremos enquanto o Estado, as escolas e as famílias se mantiverem unidos no confortozinho suicida de fechar os olhos à realidade. Mas indo aos que contam no futebol, a verdade é que os dirigentes falaram pouco –... Leia o resto →

E Sérgio Conceição ficou sem dinheiro para o jantar

Depois da exagerada comemoração do golo da vitória do FC Porto sobre o Boavista, Sérgio Conceição foi multado em 765 euros – vai ter de pedir dinheiro emprestado para o jantar. Claro que não se condena nem a reação efusiva do treinador ao êxito suado, nem o palavrão, infelizmente típico da gente do futebol… e dos jornalistas. O que está em causa é, sim, a feia provocação ao adversário, que sempre se deve honrar na hora em que se sai por cima. É a ausência de “fair play” de Sérgio... Leia o resto →

Como é diferente (para pior) o futebol em Portugal!

Nove mil e 745 euros: a diferença entre as consequências da alegria natural de Klopp e as da alegria com insultos ao adversário de Sérgio Conceição. https://www.marca.com/futbol/premier-league/2018/12/04/5c06bcefe5fdea6b368b45ec.html https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/fc-porto/detalhe/sergio-conceicao-escapa-a-suspensao-cd-revela-o-que-disse-o-treinador-no-bessa?ref=HP_2BucketDestaquesPrincipais

O vazio que levou Sousa Cintra à presidência

Com o Sporting em ebulição eleitoral e Sousa Cintra a recolher elogios pelo seu trabalho à frente da SAD, recupero hoje parte da entrevista do empresário ao jornalista Neves de Sousa (revista “Élan”, março de 1990). Cintra explica, ao pormenor, os avanços e recuos que o levaram à presidência do Sporting, em julho de 1989. Ei-lo em discurso direto e igual a si próprio. Ontem sim, hoje não. Há uns anos, um colega vosso que foi dirigente do Sporting, o Jaime Lopes, veio ter comigo para ver se eu queria... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top