A situação de Sá Pinto no Sporting (comentário para o “Destak”)

A escolha de Sá Pinto para treinador do Sporting foi, na altura, uma decisão natural e que parecia acertada. Antiga glória do clube, com enorme aceitação entre os adeptos, foi-lhe fácil apresentar-se com uma vantagem importante: ser um nome consensual. O problema é a sua personalidade pouco serena, que se preocupa com o que nada interessa: as opiniões dos outros. Com isso, em vez de transmitir tranquilidade e impor concentração total nos objectivos, é ele próprio quem desestabiliza a equipa. Agora, a situação a que se chegou simplifica as coisas. Se... Leia o resto →

As quatro grandes incógnitas da Liga

A Liga que se inicia na próxima semana apresenta-nos, para já, quatro grandes incógnitas. 1. A incógnita Pereira. Que FC Porto iremos ter esta época? O alvo de todas as críticas que parecia ter o campeonato perdido em dada altura da temporada passada, e no qual Pinto da Costa recusou deixar de acreditar, ou o apesar-de-tudo-campeão que chegou ao fim em primeiro lugar e calou (quase) todas as bocas? Será mais um teste a doer para Vítor Pereira, talvez menos decisivo agora, ultrapassada que foi, com êxito, a primeira prova... Leia o resto →

Três homens a zero

Uma primeira palavra para João Pereira: a vida continua. O jogador errou, já se disse, ele está careca de saber, não vale a pena tentar agora destruir uma das suas maiores qualidades: a capacidade de luta, a entrega ao jogo. Hoje já é outro dia. Pegando na capacidade de luta, devo também uma palavra a Sá Pinto que, traído pelo seu temperamento, se viu, mais do que envolvido, responsabilizado por esta fase negra dos leões. Mas um homem vale por tudo o que realizou e tivesse agora o Sporting 11... Leia o resto →

E já despachou 3

E pronto, Carvalhal lá “despachou” mais uma prova, lá se viu livre de mais uma camada de nervos (com uns palavrões à mistura). Se quando chegou a Alvalade o título estava (quase) perdido, também já se sabe que, com ele ao leme, a luta do Sporting não irá além de defender o quarto lugar da meia-dúzia de “clientes” que por ali andam a rondar. Na semana passada, uma goleada no Dragão afastou os leões da Taça de Portugal, e ontem, em Alvalade, nova goleada eliminou-os igualmente da Taça da Liga. Pelo meio,... Leia o resto →

Hoje twitei (7)

Record fechou 2009 com bons resultados e vendas APCT de apenas mil exemplares abaixo de 2008. Em tempo de crise, salvámo-nos. O apedrejamento do carro de PC e do autocarro do FCP são sinal de que o vulcão aumenta de actividade. A violência vai ficar sem controlo. A Euribor a 6 meses está em 0,965 e a 3 meses em 0,669, os valores mais baixos de sempre. Quando acabar esta benesse, não vamos saber viver. O PSD viabilizará o OE porque lhe foram dadas “garantias”. Nicolau Santos, no último “Expresso”,... Leia o resto →

Sá Pinto: a bronca anunciada

Sou admirador de personalidades que se recusam a ser cinzentas, o que equivale por dizer que gosto do estilo frontal de Sá Pinto. É verdade que escusava de ser tão frontal assim, pois existe uma fronteira que não se deve passar e que é aquela que separa a agressividade e o inconformismo da violência. Para lá dessa linha já não o acompanho. É bom que se diga que Liedson também não andou bem. Os sócios assobiaram Rui Patrício não por não gostarem dele mas por ter falhado no lance do... Leia o resto →

Hoje twitei (5)

Amanhã na edição impressa de Record: o torneio de boxe de Alvalade, passo a passo, perdão… gancho a gancho. Quanto tempo falta para Hermínio Loureiro deixar a Liga e os clubes poderem separar a política, e os políticos, dos problemas do futebol? O Governo fala num dia com o CDS e no outro com o PSD. Vai chegar a acordo com um e deixar o outro pendurado. Profissionais contra amadores. O Sporting abriu um inquérito à sessão de boxe de ontem. Mas o inquérito abrange também o responsável pela contratação... Leia o resto →

 
Back to top