Portugal precisa e merece organizar a Final Eight da Champions

Concedo: foi uma cena exagerada, desproporcionada, algo ridícula. Não era preciso tanta gente importante e tanto “pessoal menor” a pavonear-se por Belém para saudar a vinda para Lisboa da Final Eight da Champions. Sou igualmente sensível ao argumento dos “contras” que a competição não poderia realizar-se na Alemanha, para Bayern e Leipzig não jogarem em casa. Nem em França, devido ao PSG e ao Lyon estarem em prova. Nem em Itália, por causa da Atalanta, da Juventus e quem sabe até do Nápoles. Nem em Espanha, que qualificou o Atlético,... Leia o resto →

Dizer adeus à Europa é a vida dos pobres

A derradeira jornada europeia apagou as ilusões dos que teimam em não aceitar a realidade, uma vez que o afastamento da Liga Europa das quatro melhores equipas portuguesas corresponde ao seu efetivo valor, sem que a comparação tenha já de ser feita com clubes das cinco ligas principais – apenas o FC Porto se viu eliminado pelo quinto classificado do campeonato alemão. Os outros afundaram-se em luta com escoceses, turcos e ucranianos. Peguemos nas duas últimas convocatórias de Fernando Santos e vejamos os nossos futebolistas de primeira linha que jogam... Leia o resto →

Real Madrid e CR7: confirmação de um divórcio suicida

Na véspera da visita do Atlético de Madrid ao Juventus Stadium, não resisto a centrar-me na louca jornada europeia do meio da semana passada, que nos trouxe a eliminação do Real Madrid e do PSG, da Liga dos Campeões. Um, goleado no Bernabéu pelo novo Ajax, um fenómeno de juventude e qualidade, o outro, derrotado em casa por um Manchester United despojado de muitas das suas estrelas – o mesmo MU cujo plantel, completo que estivesse, não servia para José Mourinho. Mas se dois colossos do futebol europeu ficaram para... Leia o resto →

Da egomania de Cristiano a Zidane e aos egos ocos no Sporting

A primeira semana do divórcio de Cristiano Ronaldo com o Real Madrid foi fértil em apoios ao jogador e críticas a Florentino Pérez, não faltando também o fel largado pelos muitos inimigos de CR7, que aproveitaram o que consideram uma oportunidade: pode ser que desta vez lhe corra mal. Pela minha parte, mantenho a ideia de que se tratou de um erro, cometido em simultâneo pelo craque e pelo emblema merengue, que se separaram talvez por motivos diversos mas seguramente por um: Cristiano e Florentino perderam a paciência um com... Leia o resto →

O maior erro da vida de Cristiano Ronaldo

Escrevo esta crónica após três dias a ouvir e a ler que a contratação de Cristiano Ronaldo pela Juventus estava “por horas”. Vou admitir, assim, que o leitor continue hoje à espera daquela que será uma boa notícia para a Juventus e para Jorge Mendes, mas péssima para o Real Madrid e para o craque português. Para o clube porque renuncia, estupidamente, à sua maior referência, um jogador na plena posse das raríssimas capacidades que o tornam único e que marcou, em nove épocas, 451 golos em 438 jogos –... Leia o resto →

 
Back to top