André Vilas-Boas: eis o homem

  Bettencourt lambeu as feridas do que lhe correu mal e voltou a Vilas-Boas, a sua primeira escolha Não me perguntem porquê, não saberia explicar, mas a verdade é que ninguém me tira esta ideia da cabeça: se Jesus tivesse falhado no Benfica, o treinador preferido de Rui Costa – que tem uma cabecinha avançada e olha para a frente – “só podia” ser André Vilas-Boas. Também Pinto da Costa, como escrevi aqui há dias, tinha o actual técnico da Académica debaixo de mira, ainda que o contrato de mais... Leia o resto →

Refazer o puzzle é o caminho

  Está praticamente tudo dito sobre esta fase negra do Sporting, que surge na sequência de um acumular de opções erradas. Agora, resta olhar em frente e, pragmaticamente, definir quais são os melhores resultados que se podem conseguir com esta equipa técnica e com um plantel que era bom no início da época e hoje se diz já não valer nada. De facto, onde está a habitual segurança de Rui Patrício, o talento de João Moutinho, a classe de Izmailov, a entrega de Vukcevic, a qualidade técnica de Matías Fernández,... Leia o resto →

 
Back to top