Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Amália de azul

Há anos, um jornalista do “Record” levou Carlos Lopes a uma escola secundária, para uma ação lúdica. E de lá voltou chocado: os alunos não sabiam quem era o homem que tinham à sua frente. E tratava-se “apenas” do primeiro português medalhado com o ouro olímpico, triplo campeão… Read More

A piedosa intenção de António Costa de abrir a porta ao futebol

Percebe-se a decisão de princípio de António Costa de tentar acabar a primeira liga, a partir do final do mês. Os registos da pandemia entre nós não se comparam aos de Espanha e o país vizinho aponta também para a conclusão da temporada. Tal como se fará na… Read More

Grande Kipchoge, o de Vildemoinhos!

O queniano Eliud Kipchoge, recordista do Mundo da maratona, com 2:01:39, e considerado o maior atleta de sempre a correr os 42 quilómetros e 195 metros, reuniu vontades – a dele e a dos “sponsors”, em particular – e provou, em Viena, ser possível completar a distância em… Read More

Os 70 anos de um atleta lendário

Após um primeiro título no campeonato do Mundo de corta-mato de 1976 e as medalhas de prata nos Jogos Olímpicos de Montreal, desse ano e do Mundial de corta-mato, em 1977, Carlos Lopes mergulhou na penumbra de resultados e por cinco anos sentiu-se o peso dos problemas físicos… Read More

Finalmente a vida sorri a Carlos Lopes

Em fevereiro de 2007, estava Carlos Lopes a completar 60 anos, a SÁBADO fez-lhe uma entrevista de vida que ficou marcada pelas lamúrias do campeoníssimo. De João Rocha a Moniz Pereira, passando por Fernando Mamede – o ex-amigo a quem nunca perdoou a grave ofensa da frase “se… Read More

Hora de mudar e de gastar melhor os dinheiros públicos

Chama-se Sebastian Coe, é britânico e foi um atleta notável, meio-fundista, por duas vezes campeão olímpico e “vice” por outras tantas, nos idos de 1980 e 1984.  Não anda a receber homenagens de uma sociedade civil envergonhada com o esquecimento dos poderes públicos e é, até, o presidente… Read More