O futebol é muito traiçoeiro

Se fosse Paulo Bento a fazer o que fez na quarta-feira Del Bosque – aos 63 minutos, já a perder por 2-0 com o Chile e com pé e meio fora do Mundial, para meter Torres precisou de tirar Diego Costa – o que iria para aí na boca e no teclado dos nossos implacáveis comentadores. E, todavia, Del Bosque é o que é: só como treinador, foi duas vezes campeão de Espanha, campeão da Europa e do Mundo, vencedor de duas Champions, de uma Supertaça europeia e de uma... Leia o resto →

A porcaria está instalada

Na sua recente visita à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e perante uma criança muito faladora, o primeiro-ministro proferiu, embora com a melhor das intenções, uma frase-assassina: “Ora aqui está um verdadeiro parlamentar. A gente não percebe o que ele diz mas ele não se cala”. Se o espírito era o de autocrítica e a vontade a de ir ao encontro do que pensa o comum dos cidadãos, Pedro Passos Coelho não podia ter sido mais objetivo. Mas face ao desencanto generalizado pelo desempenho da classe política, o tiro... Leia o resto →

Que Cristiano Ronaldo teremos no Mundial?

A cristianodependência de que sofrem os adeptos portugueses acentuou-se particularmente em abril e maio, com a chegada da fatura pela média aproximada de 60 jogos e 60 golos das últimas quatro temporadas no Real Madrid e na Seleção. Nas condições atuais, que rendimento poderá Cristiano Ronaldo atingir no Brasil? Já aqui me referi ao erro do craque – que será extensivo a Carlo Ancelotti e aos médicos do clube merengue – de fazer com que a vontade de jogar e a ânsia de se superar e bater recordes se sobrepusessem... Leia o resto →

Real terá de ser o de Munique

Chegou o dia em que se esclarecerá a última incógnita da época a nível de clubes: primeira Liga dos Campeões para o Atlético ou a sonhada Décima para o Real? Até ao minitreino de ontem, na Luz, a comunicação social espanhola deixou de poder seguir os passos dos lesionados ou condicionados merengues e tem-se limitado a divulgar as “recuperações” que lhe convêm: além de Cristiano, também Benzema e talvez Pepe. A esta guerra psicológica das “boas notícias” responderam os colchoneros com a alta médica relâmpago de Diego Costa – como... Leia o resto →

A dança de risco do treinador do Sporting

A época 2013/14 confirmou, talvez como nenhuma outra, a qualidade dos treinadores portugueses. Sou particularmente sensível ao fenómeno porque venho de um tempo em que todas as equipas da divisão principal eram treinadas por estrangeiros e quando se verificava a exceção de uma liderança caseira os jornais faziam uma festa. E olhava-se para esse homem estranho com o espanto com que se veria aparecer um extraterrestre. Nesta temporada, não só os exemplos nacionais de ocasional insucesso – Paulo Fonseca, Jesualdo, Costinha, José Mota, Henrique Calisto, Marco Paulo ou Abel Xavier... Leia o resto →

Ancelotti deixou o pássaro fugir

Depois dos espantosos 0-4 de Munique, vitória histórica e sem espinhas na casa daquela que era considerada a “herdeira” do Barcelona de Pep Guardiola como “melhor equipa do Mundo”, o Real Madrid – que já ganhara, na final contra o Barça, a Taça do Rei – parecia ter no bolso a Liga espanhola e estar lançado para uma mais que provável conquista da Liga dos Campeões, enfim a famosa e tão desejada La Décima. Mas a infeliz gestão do plantel por parte de Carlo Ancelotti deixou fugir o passarinho da... Leia o resto →

Dois jogos para máquinas à espera do Benfica

O golo de Carlitos Tévez foi provavelmente o maior revés que o Benfica sofreu nos últimos tempos. É verdade que, sem ele, talvez a equipa não reagisse com tanta determinação, talvez Lima não tivesse primeiro a oportunidade e depois a “raiva” para disparar a “bomba” que deu a vitória. Mas 1-0 seria sempre melhor para os encarnados que 2-1 e naquele golo fora conseguido pelo craque argentino pode estar a chave da passagem à final – esperemos que não. Em situação normal, o Benfica marcar em Turim seria o mais... Leia o resto →

Ricardo Quaresma, o jogador maldito

Não tenho especial simpatia por Ricardo Quaresma. Desde o dia de 2003 em que o então jogador do Sporting deixou o jornalista Bernardo Ribeiro “pendurado” junto à Porta 10-A do velho estádio de Alvalade, após ter combinado um trabalho para este jornal, que sei o que se pode esperar do homem. Mas como nunca me condiciono por sentimentos de caráter pessoal que a nada conduzem e nada acrescentam, também neste caso, aos leitores de Record, analiso com frieza a polémica em que se vê metido um futebolista maldito, perseguido por... Leia o resto →

Ancelotti foi-se abaixo

Há cinco anos, desde o tempo de Manuel Pellegrini, curiosamente, que o Real Madrid não baqueava em dois jogos consecutivos. Carlo Ancelotti faz, nesse particular, bem pior do que José Mourinho e destrói, em especial, o trabalho realizado pelo treinador português – e que na verdade acabou com a era de Guardiola no Barça – ao permitir que os merengues voltassem a perder o combate psicológico que já tinham ganho ao Barcelona: o de não entrarem em campo assustados com o papão, ou seja, o de atuarem ao mesmo nível... Leia o resto →

Final portuguesa à vista na Liga Europa

Se não se encontrarem nas “meias”, Benfica e FC Porto têm boas hipóteses de ser os finalistas da Liga Europa. Até a Juventus, o mais difícil dos possíveis adversários, não é superior a águias e dragões, pelo que o que importa agora é ultrapassar nos “quartos” os dois melhores opositores que poderiam ter calhado, ambos sétimos classificados nas suas ligas. A sorte no sorteio foi um bom sinal porque, não chegando, sem ela não há campeões. Do lado do AZ Alkmaar, teoricamente a equipa menos forte desta fase, o perigo... Leia o resto →

« Entradas mais antigas Posts mais recentes »

 
Back to top