E Jorge Jesus acabará só

Era capaz de jurar que nunca mais veríamos Jorge Jesus cair de joelhos, como aconteceu no Dragão após a assistência de Liedson para o pontapé da vida de Kelvin, que tirou o campeonato ao Benfica. Enganei-me. Ontem, após a derrota frente ao Sp. Braga, o treinador surgiu na Sporting TV com o rosto desfigurado, marcado por uma angústia que nos remetia para o pesadelo que viveu naquela noite de sábado, 11 de maio de 2013. Eliminados da Champions, afastados da Liga Europa, vencidos na Luz pelo velho rival, os leões... Leia o resto →

O elixir de Alvalade ou a descoberta da pólvora

Reza a lenda que na China do século IX, ao procurar criar o elixir da imortalidade, um grupo de alquimistas descobriu a pólvora. Também o Sporting recorreu a um alquimista, Bruno de Carvalho, para inverter o rumo das desgraças que se sucediam em Alvalade e descobrir a pólvora. Podia é tê-lo tido mais cedo, logo nas eleições de 2011, quando Bruno tinha a batalha ganha até às 18 horas, para depois aparecer, sobre o fecho das urnas, a brigada do reumático, carregada de votos, a virar a coisa para o... Leia o resto →

O mostrengo que ameaça o Sporting

Enquanto não vingarem os meios eletrónicos que defendam a verdade desportiva, incluindo a paragem do jogo – como no râguebi, para recurso ao vídeo-árbitro – o futebol continuará a ser uma modalidade em que os erros dos juízes vencem, pelas piores razões do protagonismo, a capacidade dos artistas. A mim, confesso, afetar-me-iam pouco esses erros se só houvesse intervenientes de boa fé, homens sensatos e justos que não olhassem a emblemas, que se enganassem para os dois lados e que jamais permitissem ser pressionados pelas circunstâncias. Agora, no futebol português,... Leia o resto →

A ideia errada de Bruno de Carvalho

Quando os objetivos dependem do trabalho de equipa, é bom e é útil – diria que é mesmo indispensável – que quem comanda se assuma também através de mensagens “para fora” que transmitam aos “de dentro” os sinais de determinação e de liderança sem as quais o grupo não se motiva, não ganha confiança e poucas possibilidades terá de êxito. Bruno de Carvalho desempenha essa tarefa no Sporting, mas exagera na intensidade e entra quase sempre “a matar”, recolhendo por vezes os efeitos opostos ao que pretende. Foi o que... Leia o resto →

O que sobra da derrota do Sporting é trabalho pra Karamba

Não tenho a coragem de António Ribeiro Cristóvão e, portanto, com a Gazprom não quero confusões. Desejo até à senhora uma vida longa e repleta de prosperidades, pelo que chuto para canto esta coincidência dos árbitros de Leste, que levam a vida a tramar o Sporting: russo o da época passada com o Schalke 04, turco o de Alvalade há uma semana, checo o de ontem, talvez quirguiz, uzbeque ou cazaque o do próximo jogo da Liga Europa. No mínimo, é de ir à bruxa. Prefiro sublinhar a outra tragédia... Leia o resto →

Três chás no deserto

Depois dos piores dias da minha vida, qualquer notícia me parecia desinteressante, mesmo tendo pela frente, em Porto Santo, o melhor mar de Portugal. Mas obriguei-me a identificar figuras da área do desporto que me pudessem tocar e encontrei – foram três chás no meu deserto. O Europeu de Sub-21 terminou com mais uma boa participação da nossa seleção e a vitória moral a que estamos habituados. O melhor de tudo para mim esteve na afirmação, que espero definitiva, da capacidade do selecionador, como técnico e condutor de homens. Rui... Leia o resto →

Os croqueteiros que vão brincar com os netinhos

Bruno Carvalho encontrou o Sporting em tal agonia que se viu forçado a aplicar um programa semelhante ao da troika: cortar a direito. Despachou os jogadores mais caros, procurou reequilibrar o plantel sem grandes gastos, confiou num treinador jovem e competente, e contribuiu – com erros pelo meio, é certo – para que os leões ganhassem o primeiro título em sete anos e voltassem a ter a possibilidade de jogar a Champions. Se mantivesse essa política – e a SAD fecha a época com quase 30 milhões de euros de... Leia o resto →

Jorge Jesus no Sporting estava escrito nas estrelas

Nunca foi homem de ficar muito tempo no mesmo sítio. Em 19 épocas como jogador, vestiu 12 camisolas, e vai entrar na 27.ª temporada como treinador para liderar a equipa técnica do 11.º clube. Mas se os últimos seis anos no Benfica constituem o seu recorde de permanência, foram os cinco de ligação ao Sporting, dos juniores à equipa principal – apesar de cedido e mais tarde dispensado –, que marcaram Jorge Jesus. Daí que o regresso a Alvalade estivesse escrito nas estrelas, era uma questão de tempo, faltando apenas... Leia o resto →

Dez razões (em 100!) para correr com Marco Silva

Alguns ignorantes verberam o despedimento de Marco Silva, mesmo sem conhecerem todas as razões, e são 100, que assistem à direção do Sporting. Recorro assim a fonte próxima do processo disciplinar instaurado ao treinador para revelar 10 dessas acusações. 1. Não vestiu o fato oficial na final da Taça de Portugal, usando, de forma provocatória, um blusão do clube de modelo exclusivo da gerência. 2. Ganhou a Taça já perto do fim do jogo, causando, com chocante frieza, 85 minutos de enorme sofrimento aos adeptos leoninos. 3. Estabeleceu relações de... Leia o resto →

Bruno de Carvalho e o prisma do génio

Quando os sportinguistas pensavam viver de novo no melhor dos mundos, eis que Bruno de Carvalho dá uma conferência de imprensa com recados e indiretas – que metem como sempre os jornalistas ao barulho – e coloca outra vez Marco Silva à beira da porta de saída. É uma cruz que terão de suportar. O presidente tem aquele estilo e defeitos vários, a par de qualidades importantes que fazem dele não o que parece, como outros que por aí andam ao disfarce, mas o que realmente é. A alternativa para... Leia o resto →

« Entradas mais antigas Posts mais recentes »

 
Back to top