Bruno Lage está metido numa alhada

Bruno Lage tenta gerir o plantel benfiquista para as diversas frentes, mas a sua insistência em não pôr no onze inicial dos confrontos da Champions os melhores jogadores está a sair-lhe cara. É que disputar em Lyon uma partida decisiva, com Ferro, Tavares, Florentino e Gedson a titulares, para não falar de Chiquinho e de Vinicius, todos eles com pouca experiência europeia, deixando André Almeida, Pizzi ou Seferovic no banco, é quase um suicídio. Ou mesmo um suicídio, já que o Benfica precisa agora não só que o Zenith não... Leia o resto →

Que Bruno Lage se mantenha fiel às suas ideias!

O futebol é um espelho da vida. Então para quem leva já uns bons anos de estrada é mesmo um livro que começamos a ler e percebemos o fim, ao cabo de poucas páginas. Por vezes, arte dos grandes autores, somos surpreendidos, e tudo termina ao contrário do que prevíamos. É o que desejo, sinceramente, que aconteça com Bruno Lage, elevado aos píncaros apenas por ter interpretado uma história de amor, trabalho e competência. Só que no futebol os cemitérios estão cheios de gente sabedora e capaz, que pelos caprichos... Leia o resto →

Bruno Lage tem de fazer reset

De repente, tudo mudou. Sérgio Conceição já não tem a cabeça em risco e Bruno Lage vê chegar ao fim o seu estado de graça. Acabaram os tempos felizes que davam até para o treinador do Benfica dizer que “o FC Porto foi a equipa que mais pontos ganhou para Portugal”, nas competições europeias. Trata-se de uma verdade que se pode recordar quando ganhamos e a nossa gente se sente eufórica, mas que se pagam caro no dia em que os insucessos voltam a instalar a dúvida no coração dos... Leia o resto →

E arranjar “outro” Bas Dost?

Se o futebol se pudesse compreender, não haveria catedráticos desempregados e ex-ajudantes a fazer o caminho. É entre estes últimos que se misturam os apalpadores de terreno, aqueles que são pagos para se testarem à custa do sucesso ou insucesso dos projetos em que se integram. Refiro isto por causa da onda de satisfação bacoca pela partida de Bas Dost, vendido como imprestável e sem um euro de lucro. Claro que se conta também com o salário – absurdo, reconheça-se – que o holandês deixa de receber, na linha das... Leia o resto →

Cada cavadela de Bruno Lage, cada minhoca

Com Bruno Lage existe uma garantia: cada cavadela, cada minhoca, ou melhor dito, cada garimpada, cada pepita de ouro. Agora, foi a vez de Nuno, de 19 anos, o mais novo dos Tavares que “fugiram” de Alcochete e acabaram no Seixal, a revelar-se em pleno, após ter sido munido pelo treinador das aptidões necessárias para se transformar de lateral esquerdo em direito ou, melhor dito de novo, para fazer dele um defesa para qualquer dos lados. Ou até, pelo remate com que abriu o marcador na Luz, pelas duas assistências... Leia o resto →

Simeone será a desgraça de João Félix

Não sei se Renato Sanches tem consciência do erro que cometeu ao aceitar que o Bayern desse por ele 35 milhões de euros ao Benfica – mais 45 milhões por objetivos, música para embalar. O clube de Munique não era o indicado para o futebolista, então com 18 anos, e a altura para a transferência também não era a certa. Pelo menos para Renato, já que os encarnados preferiram vender bem, em 2016, do que ficar à espera de poder faturar melhor, correndo o risco de o médio não confirmar... Leia o resto →

Bruno Lage, o flautista da Luz

Foi uma semana não direi de punhos de renda mas de alguma sensibilidade cívica, manchada apenas pela ação dos grunhos que apedrejaram a camioneta dos encarnados ou dos ativistas noturnos que terão lançado uns foguetaços junto ao hotel onde pernoitou o Benfica. É uma espécie de lepra sem cor da qual dificilmente nos livraremos enquanto o Estado, as escolas e as famílias se mantiverem unidos no confortozinho suicida de fechar os olhos à realidade. Mas indo aos que contam no futebol, a verdade é que os dirigentes falaram pouco –... Leia o resto →

Vitória, Peseiro, Lopetegui: não há treinadores para sempre

Imagem muito própria do futebol português aquela que a TV nos deu no sábado: Silas e o adjunto Zé Pedro, técnicos sem carimbo oficial, a trocarem pontos de vista no Jamor, dentro da cabina de acrílico do banco de suplentes. Cá fora, o porta-voz autorizado, Tiago Teixeira, treinador principal faz de conta, transmitia para o campo as instruções do boss. Foi este trio de raposas de currículo ainda modesto que montou a teia tática em que o Belenenses SAD – hoje, por respeito à fantástica atitude dos jogadores de cruz... Leia o resto →

Rui Vitória até Seferović recuperou

Um dos temas fortes da semana finda foi a reação de Rui Vitória no final da partida decisiva com o PAOK, que ditou o apuramento do Benfica para a Champions. As declarações do técnico visaram críticas de alguém que não foi mencionado, o que fez com que pessoas mais sensíveis aproveitassem para destratar Vitória. Tudo serve, é uma sina. Também não percebi a quem era dirigido o recado, nem me interessa. O que conta é que o Benfica se qualificou, o que é bom para o futebol português. E o... Leia o resto →

Jonas grato ao Benfica e aos 5 milhões de euros

Sábia decisão a de Jonas, que escolheu a gratidão pelo clube que o trouxe do inferno de um ocaso prematuro e também pelos quase 5 milhões de euros que lhe oferecem, aos 34 anos, por duas épocas de pré-reforma. Na Luz, ainda se hesitou, pela idade e pelos problemas físicos do jogador, mas o rendimento dos “reforços” Ferreyra e Castillo deixou tanto a desejar que Luís Filipe Vieira optou por manter Jonas, na esperança que ele faça esquecer a estranha partida de Raúl Jimenez – que marcou, no sábado, um... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top