Superáguia e subdragão no Algarve?

Uma crise nunca surge em boa altura, mas esta do FC Porto não podia aparecer em momento mais perigoso.

É certo que cada jogo é um jogo e a equipa portista que saiu goleada (5-0) do Emirates é a mesma que há um mês e pouco goleou (5-2) no Dragão o mesmo Sporting que deu entretanto uma sapatada no próprio infortúnio.

Mas o que é igualmente uma realidade é que não se sofre uma derrota rotunda como a de Londres sem que fiquem sequelas para o futuro imediato e, neste, conta-se a final da Taça da Liga – já dentro de duas semanas.

Pior ainda, esse jogo de tudo ou nada é com o Benfica, a equipa portuguesa em melhor forma, que tentará não só ganhar o confronto como fazê-lo de maneira tão ampla quanto lhe seja possível.

Teremos no Estádio do Algarve uma superáguia e um subdragão? Não se sabe, o futebol é uma caixa de surpresas, mas há muito que o Benfica não dispunha de tão boa oportunidade para vingar anos de humilhações que pareciam não ter fim.

Passe Curto, a publicar na edição impressa de Record de 11 Março 2010

Partilhar

Os comentários estão fechados.