Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Sócio, estou concentradíssimo para praticar o Goalball

Projecto Divulgar o Goalball

Lisboa,
05 de Abril de 2012
– Paulo Futre está concentrado na demonstração de
Goalball que se vai realizar no dia 28 de Abril a partir das 18h no Pavilhão da
Ajuda, em Lisboa.

Futre, o
atleta, apresentador, orador, motivador, veste agora a pele de jogador de
Goalball abraçando esta causa com o objectivo de divulgar esta modalidade.

Ao contrário do
Futebol, o Goalball não é uma modalidade tão popular por ser dedicada a atletas
com deficiência visual. No entanto, cada vez mais atletas praticam a modalidade,
pois mesmo aqueles que não possuem deficiência visual podem praticar a
modalidade.

A ANDDVIS
convidou o Paulo Futre a participar numa demonstração da modalidade, juntamente
com alguns dos nossos atletas, numa experiência que acreditamos será marcante
para ambas as partes.

O objectivo
desta demonstração é divulgar o Goalball, assim como as dificuldades que o mesmo
enfrenta diariamente.

No final do
evento, haverá a oportunidade para a comunicação social interagir com o
ex-futebolista Paulo Futre quanto a esta experiência e quanto ao
Goalball.

O Goalball é um
importante agente facilitador da integração social dos atletas com deficiência
visual e ainda contribui para o seu desenvolvimento ao nível da orientação e
mobilidade individual.

Para João
Pereira, jogador da seleção nacional de goalball, esta modalidade mudou a sua
vida: “como atleta de goalball sinto que a
minha mobilidade, concentração, audição e orientação ficaram muito mais
apuradas, o que significa uma vida mais segura. Sendo também uma modalidade
inclusa pois pode ser praticada por todos, posso dizer que o goalball veio
trazer-me melhor qualidade de vida em todos os sentidos. Venham conhecer este
desporto e garantidamente não vão ficar sem querer
experimentar”
.

Este evento tem
o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

Programa

18:00h –
Recepção aos jornalistas

18:30h – Sessão
de abertura:

·        
Discurso e
boas-vindas pela Direcção da ANDDVIS;

·         Discurso de Paulo Futre, explicando os motivos
pelos quais aceitou o convite da
ANDDVIS

18:45h – Início
da actividade, com a explicação das principais regras e procedimentos do
Goalball ao convidado (Paulo Futre)

19:00h –
Realização de uma partida de demonstração entre elementos de várias equipas do
campeonato nacional de goalball (com a inclusão de Paulo
Futre)

19:30h – Sessão
de encerramento:

·        
Discurso de
Paulo Futre, com as primeiras impressões sobre a experiência de experimentar o
goalball

·         Discurso de encerramento pela Direcção da
ANDDVIS

·         Espaço a perguntas da comunicação
social

 20:00h – Final
da actividade

Mais
informações podem consultar o website da ANDDVIS em www.anddvis.org.pt

O Projecto
“Incluir pelo Desporto e
Sorrir”

A menção
honrosa do Prémio BPI Capacitar recebida Associação Nacional de Desporto para
Deficientes Visuais (ANDDVIS) pelo seu projecto “Incluir pelo Desporto e Sorrir”
deveu-se à qualidade das suas acções e os objectivos que estas atingiam. Assim,
a ANDDVIS desenvolve diversos projectos para divulgar cada vez mais esta
modalidade e potenciar o seu crescimento, sendo um deles, o Projecto Divulgar o
Goalball.

Nesse sentido,
foram já levadas a cabo iniciativas como demonstrações de Goalball em escolas de
referência por todo o país. Demonstrações que se tornaram um sucesso junto da
comunidade escolar que cada vez mais procuram promover uma prática regular da
modalidade.

Foram também
desenvolvidas acções de comunicação junto de figuras de destaque em Portugal
sendo um dos exemplos a banda portuguesa Deolinda que se associou a uma recolha
de fundos para apoiar a Selecção Nacional de
Goalball.

Goalball

Em 1946 surgiu
pela primeira vez o Goalball. Na altura a modalidade surgiu como uma forma de
reabilitar veteranos da II Guerra Mundial que haviam perdido a visão. A
modalidade desenvolveu-se ao longo dos anos e em 1976 o desporto foi integrado
pela primeira vez nos Jogos
Paralímpicos.

O Goalball é
uma modalidade com uma atmosfera única dentro do recinto desportivo onde a
audição e o tacto são dois sentidos essenciais. Com competições masculinas e
femininas, o Goalball requer uma forte concentração e sentido de orientação,
características essenciais para que pessoas portadoras de deficiência visual
possam orientar-se também no seu
dia-a-dia.

 ANDDVIS

A ANDDVIS
nasceu no final de 2008 com o objectivo de promover e desenvolver a prática
desportiva para pessoas portadoras de deficiência visual.

É uma
organização sem fins lucrativos que tem por objectivo angariar fundos que
permitam financiar as diversas competições nacionais, internacionais e garantir
a subsistência da própria associação.

Para além do
Goalball, a ANDDVIS organiza também competições para outras modalidades como a
Natação ou o Atletismo.

Contactos

Andreia
Cândido

Técnica de
Marketing
Tlm.: +351 96 651 96
30
marketing@anddvis.org.pt

Ruben
Portinha

Director da
ANDDVIS
Tlm.: +351 96 710 27
27

Associação
Nacional de Desporto para Deficientes Visuais –
ANDDVIS

Estação Jardim
Zoológico do Metropolitano de Lisboa, Loja Nº.9, Átrio Norte
1500-423
Lisboa
Tel.: +351 21 726 87
30
geral@anddvis.org.pt
www.anddvis.org.pt