Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Sete alimentos para nutrir o seu cérebro de forma saudável

Por Rocío Río de la Loza, Health Coach

Uma dieta pobre pode afetar de forma negativa sua mente. Diminuição da memória, redução da capacidade de atenção e aprendizado, assim como mudanças no estado emocional, a forma de comunicar-se e interagir com as pessoas são algumas das consequências. Por isso é importante alimentar-se de uma forma saudável.

À medida que envelhecemos sofremos uma deterioração cognitiva. O cérebro acaba mais lento para o processamento da informação por falta de exercícios e cuidados. Além disso, os sinais enviados desde nossos cinco sentidos ficam mais frágeis e se produz uma redução na produção de substâncias químicas no cérebro.

Entretanto, ter uma dieta nutritiva, incorporar hábitos saudáveis e levar um estilo de vida equilibrado pode ajudar a frear este processo natural.

Confira uma lista dos sete alimentos recomendáveis para nutrir seu cérebro de forma saudável:

  1. Consumir duas porções de verduras todos os dias, como acelga, couve, repolho, aipo, alface, ervas aromáticas, espinafre e alcachofra.
  2. Obter suas doses de ácidos graxos Omega 3 ao consumir sardinha, atum, salmão, manjuba, algas marinhas, nozes, chia e sementes de linhaça. E reduzir a ingestão total de gorduras saturadas (como manteiga) e evitar as gorduras trans.
  3. Comer uma grande quantidade de alimentos ricos em vitamina E como as amêndoas, avelãs, pinhões, sementes de girassol, abóbora, sésamo, batata, papaia, azeitona, abacate, folhas de mostarda e damasco.
  4. Aumentar a ingestão de vitaminas B; como frutos do mar, lácteos, ovos, carne de vaca, fígado, frango, legumes, cereais, pão de trigo integral, grãos inteiros, verduras com folha verdes escuras, hortaliças crucíferas, nozes, pepinos, aspargos, banana e cogumelos.
  5. Ingerir frutas com alto teor de antioxidantes como melancia e amora. Diferentes estudos ainda revelaram que os mirtilos melhoram a memória dos adultos.
  6. Começar a utilizar canela em seus pratos. Um estudo demonstrou que esta espécie tem uma ação neuroprotetora porque alivia os efeitos negativos de uma dieta alta em frutose e gordura.
  7. Beber muita água. Entre 2,5 e 3 litros (13 copos) para os homens e dois litros (9 copos) para as mulheres.

Por outro lado, é recomendável fazer atividades físicas. O ideal é praticar um esporte aeróbico três vezes por semana durante 40 minutos e cuidar das horas de sono. Desafie também seu cérebro com diferentes exercícios: montar um quebra-cabeça, fazer malabares, memorizar a letra de uma música ou fazer uso de sua visão periférica (olhar um ponto fixo, sem mover a cabeça e conscientemente colocando atenção aos objetos que estão em ambos os lados, é dizer, em um ângulo de 180 graus). Tratar de aprender um novo idioma ou tocar um instrumento musical. Inclusive, socializar em uma festa e visitar um museu são atividades adicionais que mantém uma mente ativa.

Portanto, para ter uma vida saudável é necessário incorporar hábitos saudáveis a sua rotina. Neste sentido, também é importante educar os mais jovens a adotar estas atitudes desde cedo para que no futuro te agradeçam.