Sangue de leão ou de barata?

Não percebo a ideia de Domingos Paciência de se apresentar no Dragão com um arriscadíssimo e abertíssimo 4x3x3, e logo numa semana em que seria previsível ver explodir no relvado a “revolta” dos dragões pelo que lhes aconteceu fora dele.

Os portistas fizeram uma exibição admirável, com a “raiva” esperada, mas exibindo um futebol à FC Porto da época passada, que já tinha surgido no confronto com o Arsenal, e que promete um último terço de liga muito competitivo. E ainda a três vozes se o Sp. Braga conseguir ultrapassar os efeitos tremendos desta goleada.

É verdade que os olhos dos adeptos do FCP estão postos já no embate de Londres ou no jogo decisivo da Luz, não deixando de ser certa a enorme expetativa que rodeia a partida da próxima jornada, em Alvalade, antevendo-se mesmo o pior para as hostes leoninas.

Têm a palavra os jogadores do Sporting, esse plantel que conseguia milagres e que é hoje classificado com tantas notas negativas, algumas muito injustas. Pode ser que se inspirem no exemplo da “indignação” dos seus colegas do FC Porto e que mostrem, enfim, o que realmente valem.

Sou dos que não acreditam que naquelas veias, onde corria há seis meses sangue de leão, só exista hoje sangue de barata. Se entenderem que esta é a hora, grande jogo teremos no domingo.

Partilhar

Os comentários estão fechados.