Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Real Madrid e Atlético num fevereiro infernal

Aproxima-se um fevereiro infernal para Real Madrid e Atlético de Madrid. Em quatro semanas, ou seja entre o próximo domingo, dia 2, e o segundo dia de março, ambos terão de disputar 8 jogos, três dos quais entre si…

Os merengues repetem assim a saga de 8 desafios em 23 dias (!), cumprida entre 6 e 28 de janeiro, e que resultou em 8 vitórias – sem terem sofrido um só golo. Agora, em 15 dias disputarão cinco partidas, três para a Liga e duas, com o Atlético, para a Taça do Rei. Só a 26 terão o confronto da 1.ª mão dos oitavos da Champions com o Schalke 04, depois de receberem o Elche, a 22 – no que será o seu quinto jogo consecutivo sem sair de Madrid – e antes do regresso à capital para o terceiro embate com os rivais da cidade, a 2 de março, no Vicente Calderón.

Pior estarão os colchoneros, que terão os 6 primeiros jogos em 18 dias, três para a Liga e dois, com o Real, para a Taça do Rei, “fechando” o ciclo negro a 19, em Milão, frente ao Milan, para a Champions. A seguir, a deslocação a Pamplona, a 23, com seis dias, enfim, para preparar a receção ao Real, que atuará no Calderón apenas três dias depois de jogar em Gelsenkirchen.

Veremos quem será mais forte neste duelo de pernas de aço e corações de ferro. Vai doer.