re: Os rios só correm para o mar (editorial de Record)

Caro Jaime Mota:

1. A referência a insultos tem a ver com textos não publicados, não com os seus. Esteja à vontade para discordar!

2. Divulgar as fontes? Era o que faltava! Nem que o leitor fosse juiz!

3. Faz muito bem em ficar na sua, mas hoje a generalidade das pessoas já está convencida que o acordo existiu – ou existe.

4. Tem razão, o diretor é o principal responsável. Mas não responde perante si, responde apenas perante os proprietários do jornal. São eles que me pagam o salário, não é o erário público.

5. Os leitores só têm uma arma: se não gostam, deixam de comprar o jornal ou deixam de visitar o site. Ora o que acontece é que o Record teve, em 2009, o maior número de leitores de sempre: 858 mil.

6. Na sua opinião a credibilidade do Record “foi muito abalada”. Porquê? Por ter noticiado um facto. Veremos a opinião dos restantes 857.999 leitores.

Cumprimentos

Partilhar

Os comentários estão fechados.