re: O azar de Carla Trafaria já está no Youtube e na imprensa brasileira… Livra!

Foi esta a primeira vez que soube da existência da Carla Trafaria – perdoem-me, não vejo televisão às 09.30h. Mas gostava de dizer o seguinte depois de ver e ouvir o vídeo espalhado pelo YouTube e respectivos pendurados: o desabafo, com culpas para quem não cortou o som do micro, de Carla Trafaria, demonstra apenas que a pivot não gostou do que acabara de fazer e recriminou-se por isso.

Os jornalistas, não todos obviamente, têm invulgar capacidade de autocrítica. Mais do que aquela que existe na maior parte das profissões. A Carla, com a “boa merda”, mostrou que é jornalista. A próxima vez será seguramente melhor. Já agora: desde quando merda é um palavrão, mesmo dito em directo?

Partilhar

Os comentários estão fechados.