Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

re: Não perdoo a Pinto da Costa

Sou um ávido leitor dos escritos do sr. Alexandre Pais e este da “Débora” que não ficou, é uma lufada de ar fresco, por diferente, daqueles que dia a dia nos dão conta do nosso triste futebol… é verdade… fiquei  (ficámos?) com água na boca só de ver a foto da formosa Senhora Kléber… talvez um dia….