re: Hoje é Sábado: A era dos poucochinhos

As considerações sobre Augusto S.S. e Pedro S.P. pecam por defeito. O primeiro solidificou o seu pensamento algures entre o fascista e o ordinário e o Richelieu de S.Bento já perdeu várias vezes a compustura, segundo testemunho de Mário Crespo no seu livro.

Ricardo Rodrigues ainda está a aprender a nadar, não tarda em envolver-se em mais meia duzia de larachas para desviar o foco da crise economica. E assim se vai consumindo horas de comentarios escritos e ouvidos. Com os Pinhos e Linos nas headlines com respectivos corninhos e desertos de ideias.

Há uma ideia que resulta do 3º parágrafos; todos os lideres do governo foram, são e serão alvo de “campanhas negras”. Movidas por quem?? Fazem-no uns aos outros? São os media os autores? Porque é que os jornalistas, enquanto trabalhadores que têm real poder em mãos, ainda não assumiram uma posição conjunta contra o triste espétáculo que tem sido a comissão de inquérito na assembleia? Dias de espaço informativo preenchidos com a ficção nacional do canal Parlamento.

O mérito da investigação jornalisticas em Portugal já é reconhecida por muitos.Mas enquanto o objectivo for vender papel o país vai sendo vendido ás postas em jantaradas no Eleven.

Sinceros cumprimentos,

Partilhar

Os comentários estão fechados.