Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

re: Costinha, o profeta

Não compreendo como foram dar-lhe esse cargo. Nunca deixou saudades por onde passou, o que ganhará o SCP com esta personagem? É isto a gestão “à porto” que o JEB quer para o SCP? E os notaveis, os ilustres, os bastonários e os cirurgiões deste mundo, que gosta tanto de escrever/apareçer não veem para a praça dizer nada? Ainda à poucos dias apresentaram um director para a comunicação e depois isto? Profeta? O povo diz e bem, profetas da desgraça…