Queiroz diz que vai recorrer do castigo (comunicado na íntegra)

COMUNICADO

 Em face das últimas notícias vindas a público no seguimento do processo jurídico em que fui envolvido, cumpre-me esclarecer o seguinte:

 

1 – Depois de analisar, com os meus advogados, a decisão do CD da FPF, bem como o comunicado da Direcção desta e outros elementos tornados públicos desde a noite de ontem, decidi recorrer para o CJ da parte da decisão em que não fui absolvido.

2 – Contudo, a minha inclinação inicial era não recorrer da decisão, que me iliba da acusação mais grave, conforme era da mais elementar justiça, e me aplica apenas a sanção mínima legalmente possível quanto à menos grave.

3 – Discordando embora da parte da decisão em que não fui absolvido, nomeadamente por entender que não pratiquei qualquer injúria ou ofensa – apesar da indelicadeza das palavras, que mais uma vez lamento –, inclinava-me a não recorrer para dar por findo este assunto, nomeadamente tendo em vista os superiores interesses da Selecção e a necessária concentração para os desafios que se avizinham.

4 – Sucede, contudo, que os acontecimentos de ontem mostram bem que, recorra eu ou não, este ‘caso’ se continuará a arrastar, e não por minha vontade, pelo que se não justifica prescindir do meu direito ao recurso em nome de interesses cuja eventual perturbação não depende da minha decisão.

5 – Por fim, deixar o registo do meu profundo desagrado por toda esta situação que em nada prestigia o futebol português. Reitero o meu respeito pelas instâncias jurídicas e mantenho a confiança que a verdade irá prevalecer.

Lisboa, 20 de Agosto de 2010

Carlos Queiroz

Partilhar

Os comentários estão fechados.