Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Porque gosto tanto de Bruno de Carvalho

10665235_10202666467918584_1254765372241867334_n

No final do último Sporting-Belenenses, o presidente dos leões, Bruno de Carvalho, apareceu em campo mais ou menos zangado com toda a gente – o que é, aliás, próprio da sua maneira de ser – e também com o árbitro. Fiquei a pensar de que se queixaria ele, talvez da falta cometida sobre Nani, à entrada da área, e não assinalada, que o “Record”, e muito bem, puxou para foto da sua manchete.

Só alguns dias depois, e porque tal me foi comunicado por uma pessoa que esteve no relvado perto do presi, pude saber, e partilho, o motivo maior da indignação de Bruno de Carvalho: um puxão de camisola de Slimani a João Meira, falta para penálti igualmente não assinalada sobre um jogador do Belenenses, em plena grande área leonina. É por isso que eu gosto do líder do Sporting: ele está sempre do lado da verdade desportiva!

Azul327_4442590135363033383_n

Bruno