Mendes, Goucha e Fátima: peixes de águas profundas

Como espectador, tanto me diverte assistir a um bom programa como ver a deceção de alguns espevitados quando peixes de águas profundas, dados como extintos, voltam a dar sinais de vida.

Aconteceu isso com “O preço certo”, da RTP1, primeiro após o fogo fátuo de Cristina com “Apanha se puderes”, da TVI, e depois com a crise pandémica que suspendeu os “diretos”. Fernando Mendes, que já recuperara antes, repete agora a proeza, regressando ao “top 10” de audiências e arrasando, no ante “prime time”, a modéstia de “O noivo é que sabe”, da SIC, e a sensaboria do “Big Brother”, da TVI.

O mesmo sucedeu com “Você na TV!”, da TVI, que tornou a liderar as manhãs, bem mais pela resiliência de Manuel Luís Goucha ao vento que passa do que pelo “efeito Cristina”, que pouco se faz sentir, aliás – como se provou de novo na terça-feira – para além do período matinal.

Mas a semana ficou ainda marcada pelo protagonismo de uma parceira de luxo de Mendes e Goucha, Fátima Campos Ferreira, que assinalou com a devida pompa o ponto final no percurso de efetivo serviço público do “Prós e contras”, uma referência que perdurará na estação oficial. Foram 18 anos de esforço e de justa realização profissional. Chapeau, Fátima!

Antena paranoica, Correio da Manhã, 4out20

Partilhar

Os comentários estão fechados.