Parabéns à “TV Mais” (um bis porque faltava um PS importante)

Tenho de pedir ao meu acionista breve dispensa da solidariedade que devo a todos os títulos da Cofina Media – afinal, vou distinguir uma concorrente direta da “TV Guia” – para assinalar neste blog os 20 anos da “TV Mais”, uma revista à qual me liga uma inapagável relação afetiva e familiar.

A “TV Mais” foi fundada por um grande jornalista, com quem tive o privilégio (e o calvário, e o calvário…) de trabalhar, José Rocha Vieira, é já há alguns anos dirigida pela minha filha Teresa Pais, tem direção editorial da minha prima (em grau afastado, mas prima…) Fernanda Dias, e nela trabalham ainda outra filha minha, Maria João Pais, outra prima, Rita Santos, e muitos profissionais que admiro, como são os casos de Moema Silva, Carlos Maciel, Rita Sena Lino, Ana Henriques ou Carla Costa.

Como homenagem a todos, aqui deixo a foto de abertura da edição da “TV Mais” que está nas bancas, com a devida vénia a Francisco Pinto Balsemão, “capitão” desta nossa indústria, de quem sou velho e assumido admirador. Na imagem, podemos vê-lo, no brinde de aniversário e na primeira fila, ladeado por Fernanda Dias e Rita Sena Lino, à esquerda, e por Teresa Pais e Carlos Maciel.

Parabéns!

PS – Faltou, na primeira publicação deste post – ou não vivêssemos num país em que se perdeu a memória – uma informação importante: foi Moema Silva (a primeira da esquerda, na foto, na fila detrás) quem indicou a Teresa Pais ao José Rocha Vieira, para diretora da “Telenovelas”, no final de 1997. E foi o desempenho da Teresa à frente dessa revista que levou a Fernanda Dias, em 2007, a propor a acumulação com a direção da “TV Mais”. O mérito é, seguramente, da Teresa, mas sem a oportunidade, que nasceu da visão inicial da Moema, a sua carreira teria sido outra coisa. 


Partilhar

Os comentários estão fechados.