Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Os gestores da RTP e os professores doutores

Os últimos tempos têm sido esclarecedores quanto à necessidade de supervisão, pelo que o facto de a RTP prestar contas ao Conselho Geral Independente é, por isso, um factor positivo. Porque no que respeita à suposta desgovernamentalização estamos esclarecidos: o Executivo indica dois elementos e o Conselho de Opinião nomeia outros dois, sendo naturalmente um, pelo menos, da cor dos partidos da maioria. E com o resultado já em 3-1, os quatro escolhem os dois restantes, provavelmente um, pelo menos, também alinhado à direita. E assim o Governo “preside” à “independência” dos seis conselheiros com uma vantagem nunca inferior a 4-2.

Ora, ao atribuir ao projeto de Alberto da Ponte para a RTP uma “débil qualidade estratégica”, o douto Conselho ofereceu-lhe a cabeça ao ministro Maduro, tal como era pretendido. Mas eu, defendendo embora todos os controlos e achando a programação da RTP um desastre, torço muito o nariz a esta substituição de competências – de gestores profissionais com provas dadas por professores doutores certamente geniais a gerir a conta caseira do supermercado.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 13DEZ14