Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Opinador para a RTP? Agarrem já esse!

Na terça-feira, uma hora mais cedo e “ajudado” pelo FC Porto-Dínamo Kiev, transmitido a seguir, o Telejornal, da RTP1, ficou à frente da concorrência nas audiências, embora por escassa margem.

Infelizmente para alguns excelentes jornalistas da TV do Estado, tratou-se de um dia atípico, já que se vem ampliando o fosso que afasta o Telejornal do Jornal das 8, da TVI, e do Jornal da Noite, da SIC, fosso que chega a ultrapassar os 200 mil espetadores.

A crise política dos últimos dois meses não ajudou a RTP, já que em plena época de domínio da opinião, com as estações privadas a recorrerem a comentadores de peso e qualidade, o canal público fica claramente para trás, abusando do que parece ser uma absurda facilidade para fazer de quem vai a passar um “opinion maker” – a quem poucos depois reconhecem competência.

Ver o Telejornal atrás de “O Preço Certo”, que o devia “rebocar”, e até do maçador Direito de Antena, é sinal de que alguma luz não cintila no reino da inteligência suprema.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 28NOV15