Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Obrigado, Carlos Laranjeira!

Com o cartoon da página aqui mesmo ao lado, termina hoje a colaboração regular de Carlos Laranjeira com Record. Não se trata de uma deserção, mas apenas de um sinal dos tempos, da evolução do mercado editorial, da renovação constante imposta pelos leitores, da necessidade de racionalizar recursos e de dar prioridade às notícias.

O cartoonista esteve connosco mais de duas décadas e Record assinalou mesmo esse longo e fecundo percurso com a edição do livro “20 anos de humor no futebol português”, que obteve merecido sucesso.

Se Record é hoje uma referência na comunicação social e líder da imprensa desportiva, com mais de 900 mil leitores, segundo o Bareme, é porque largas dezenas de profissionais marcaram as nossas páginas, desde 1949, com a sua qualidade e com o seu talento.

Foi o caso de Carlos Laranjeira, é o caso de Carlos Laranjeira, já que o artista continuará a colaborar com Record, em novos moldes. Não é, assim, um adeus, é só um até breve e, para já, um imenso obrigado.

Passe curto, publicado na edição impressa de Record de 26 dezembro 2011