O sonho dos falhados

Ver cair quem tem sucesso será sempre um sonho dos falhados. E as férias de Cristina Ferreira abriram, no coração de algumas almas, a esperança de que as audiências dos seus programas baixassem. Mas na ânsia de que os desejos se tornassem realidade, misturaram o “Cristina” das manhãs com o concurso do ante prime time.

No primeiro caso, referi-o já aqui, Cláudio Ramos resistiu, com uma quebra que não chegou para que a TVI batesse a SIC. Quanto ao segundo, repetiu-se, mesmo antes das férias da apresentadora, o que acontecera com o “Apanha se puderes”: um bom arranque, seguido do regresso de “O preço certo” ao topo. E com uma diferença: enquanto o “Apanha” se aguentou mais de um ano a liderar as audiências, a novidade do “Prémio de sonho” e a popularidade de Cristina deram apenas para uns dias na frente.

A partir da semana seguinte, Fernando Mendes voltou a liderar, alternadamente, e ganhando até com diferenças significativas. E com outra particularidade a sublinhar o relativo fracasso de Cristina: é que a RTP só tem dado repetições do “Preço”, algumas com a primeira transmissão ainda fresca. Moral da história: o “Prémio” não é um grande formato e bastar para “First dates” é uma pobre consolação.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 24ago19

Partilhar

Os comentários estão fechados.