Senadores da economia prestam serviço público

Acho que não é dos anos, é mesmo do meu ADN: sou desconfiado, ponto. Talvez por isso, raramente perca um debate televisivo em que o tema seja a economia, em especial quando os participantes dão garantias de conhecimento, isenção e credibilidade – o que nem sempre acontece, há por aí muito artista engajado.

E como a situação económica do país todos os dias me levanta dúvidas, mal se trate de Medina Carreira, Bagão Félix, Manuela Ferreira Leite ou João Salgueiro – que me perdoem os especialistas mais novos mas nestas coisas preciso de ouvir quem leve já muitos anos a virar frangos – lá estou eu. E que não me zumba nem uma mosca.

Há dias, ao acompanhar uma intervenção, brilhante, de João Salgueiro, recordei Ernâni Lopes e Silva Lopes, que pouco antes de nos deixarem ainda iam à televisão esclarecer – quem queria ser esclarecido, claro – as virtudes e malefícios das opções políticas que tanto nos podem fazer nadar como arrastar para o fundo.

Enquanto nos canais generalistas temos doses maciças de, bola e pimbalhada, javardices e piadolas, no refúgio da informação podemos desfrutar da vocação para o serviço público dos senadores da economia. Que Deus os conserve a eles e, já agora, que não se esqueça de nos proteger a nós.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 14MAI16

Partilhar

Os comentários estão fechados.