O que não se diz das golas antifumo de poliéster

A polémica levantada pelas golas antifumo, incluídas nos kits distribuídos pela Proteção Civil, tem andado praticamente à volta da política e dos diversos interesses em jogo, deixando de parte o verdadeiro perigo que correm as pessoas que sejam apanhadas pelo fogo com as golas 100% poliéster à volta do pescoço. Isso torna criminosa a irresponsabilidade de quem tomou a decisão “barata” de fazer a encomenda.

É que esse material não “queima” só a pele, como foi dito, dando quase a ideia de que com uma pomadazita a pele se regeneraria… Não, o poliéster não queima, o poliéster derrete-se e cola-se à pele, destruindo-a e deixando o pescoço, se for o caso, em carne viva.

Sei do que estou a falar. Tenho um amigo que estava a assar chouriço, vestindo uma camisola de gola alta, 100% poliéster, quando uma pequena fagulha que saltou do carvão lhe incendiou o corpo e fez desaparecer a camisola em segundos! Foi um acidente de tal maneira grave que uma das orelhas derreteu…

Podem continuar com os jogos passa-culpas, invocar relatórios que minimizem o problema, o que quiserem. A certeza é que não se tratou de um simples engano… Filhos da ignorância e do partido, brincaram com algo muito sério, isso sim.

Partilhar

Os comentários estão fechados.