Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

O que interessa é eliminar o Everton – início do texto

O Sporting emitiu ontem um comunicado, não assinado e portanto da responsabilidade de José Eduardo Bettencourt, em que recorre ao mais estafado dos subterfúgios: culpabilizar a imprensa, um jornal ou um jornalista pelos erros de uma política, de uma instituição ou de um presidente.

E como quase sempre acontece nessas situações, não se limita à tentativa de passar a outros as responsabilidades próprias, enveredando pelo caminho do insulto ao escrever estar perante “um jornalismo sem escrúpulos que confunde a análise objetiva dos factos com leituras enviesadas assentes em conjeturas, especulações e impressões pessoais”.

Não nos ofendem.

Amanhã, Record responde aos dirigentes do Sporting em editorial, na edição impressa