O meu inesquecível jantar com a mulher do “Rei”

Terminava o Verão de 1989 quando Roberto Carlos voltou a Lisboa. Eu tinha perdido o seu concerto de 1981, no Estádio de Alvalade, e não faltei ao encontro no Casino Estoril, até porque fui distinguido com um privilégio único: jantar, numa mesa junto ao palco, com a mulher do Rei, a belíssima Myrian Rios, e com o colunista social brasileiro Walter Magalhães, amigo da actriz que levava então dez anos de vida partilhada com o cantor.

ROB2

Nada da nossa conversa a três fazia prever o final da relação, pelo contrário. Myrian manifestava uma admiração total por Roberto, com quem trocou olhares cúmplices ao longo do concerto, e só num tema, colocado pelo Waltinho, lhe notei desconforto: quando ele perguntou se não estavam a contar ter filhos. Myrian explicou que atravessava, aos 30 anos, uma grande fase da sua carreira e que teria de chegar o momento certo. E mudou de assunto. Talvez não por acaso, separar-se-iam um ano e pouco depois.

Agora, em vésperas do regresso do Rei a Lisboa, recupero com emoção a imagem, que gravei para a vida, da simplicidade, simpatia, voz suave e sorriso doce de Myrian Rios.

Parece que foi ontem, Sábado, 7MAI15

Partilhar

Os comentários estão fechados.