O mérito e o demérito na TV

O “Preço certo” há dez anos que “puxa para cima” as audiências do Telejornal, hoje talvez o mais cinzento dos principais serviços de notícias. Mas nem por isso foi tão regular a sua presença no “top 10” dos programas mais vistos do dia como vem acontecendo recentemente. Esta semana, por exemplo, ficou em 4.º lugar na segunda-feira, com 1,1 milhões de telespetadores, e em 3.º na terça, com 1,2 milhões – atrás da novela “Sol de inverno”, da SIC, e do Jornal das 8, da TVI.

Além do êxito na audiência média, o concurso da RTP alcançou, em ambas as vezes, o melhor “share” do dia, ou seja, de todos os programas reuniu a preferência do maior número de pessoas que viam televisão no período em que foi transmitido – 30,3% do total de espetadores, na terça-feira.

Apenas as novelas, o futebol, os “reality shows” e as notícias vão conseguindo, e nem sempre, ficar à frente do “Preço certo”. O mérito, já aqui o apontei, é de Fernando Mendes, Miguel Vital e companhia, mas o demérito tem dono: a medíocre qualidade geral da programação. E só vai piorar.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 1MAR14

Partilhar

Os comentários estão fechados.