O IPO e a ironia do vereador Rúben de Carvalho

A Divisão de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal de Lisboa solicita a divulgação do seguinte

Comunicado de Imprensa

A propósito das declarações proferidas pelo senhor vereador Rúben de Carvalho, no briefing que decorreu no final da reunião privada de hoje, sobre a alegada suspensão da transferência do IPO para o parque da Bela Vista, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa esclarece:

1. O Governo não comunicou oficialmente à CML que não irá transferir as instalações do Instituto Português de Oncologia (IPO) para um novo edifício, a construir em terrenos cedidos pela autarquia;

2. Na sequência de contactos informais que manteve com o Ministério da Saúde sobre aquela matéria, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa constatou que se afigura a hipótese de a transferência poder não ocorrer, e que o IPO poderá resolver o seu problema de instalações mantendo-se na sua actual localização, em Palhavã. Contudo, nada passou disso mesmo, hipóteses. E foi isso que foi explicado hoje na reunião do executivo.

3. A referência ao PEC, evocada pelo senhor vereador Rúben de Carvalho como tendo sido a razão adiantada pelo presidente para sustentar a alegada decisão do Ministério da Saúde, foi um exercício de ironia.

Lisboa, 24 de Março de 2010

Divisão de Comunicação e Imagem  
Câmara Municipal de Lisboa
Departamento de Apoio aos Orgãos do Município
Rua Nova do Almada, nº 53, 4.º – 1200-288 Lisboa
Telefone 21 326 41 00

Partilhar

Os comentários estão fechados.