O exemplo Terry

 

O selecionador Fabio Capello decidiu afastar o central do Chelsea, John Terry, do cargo de capitão da seleção inglesa. Ao mesmo tempo que a Federação comunicava o “castigo”, o treinador dos “blues”, Carlo Ancelotti, saía a terreiro para dizer que nada lhe interessava a vida pessoal do seu capitão, mas apenas o seu rendimento profissional. Ou seja, no Chelsea, Terry mantém o seu estatuto.

Aparentemente, Capello é um conservador abelhudo, pregador da moral e dos bons costumes, e o seu compatriota Ancelotti um libertino que se recusa a punir a facadinha no matrimónio que Terry protagonizou, ao ter um caso com a ex-namorada de quase meia equipa de Stamford Bridge, “a menina do Chelsea” (na foto).

Compreende-se a posição de Carletto, que vive focado nos resultados e que vê o Manchester United aproximar-se da liderança azul da Premier League. Se Terry é um profissional de conduta inatacável, porquê prescindir do contributo do seu carisma e da sua liderança?

Mas a decisão de Fabio Capello não é menos compreensível, nem menos acertada. Italiano na Velha Albion, ele conhece bem o espírito britânico e nada mais faz do que tentar interpretá-lo. Para os ingleses, o capitão da sua seleção é a quinta figura mais importante da nação. Não comanda mais um grupo de futebol, que por acaso veste as cores do país, é antes o símbolo de uma representação nacional em que todos se revêem, de uma bandeira que tremula em cada jogada. E é um exemplo para as novas gerações.

É esse exemplo que Terry deixou de personificar e por isso perdeu agora a patente. Não que os ingleses estejam zangados com ele, mas apenas porque para capitão deixou de servir. Que diferença para o nosso futebol, que diferença para Portugal – por cá, qualquer malandro é intocável, qualquer mau caráter é deus.

Canto direto, publicado na edição impressa de “Record” de 6 fevereiro 2010

 

Domingo, 7 Fevereiro
• 14:28 – eagleskeys
sem dúvida q compreendo quem defende o terry . com uma mulher daquelas, quem nao perdia a cabeça? que tipo de homem seria esse? mas acima de tudo , é o capitão de uma selecçao q representa um país e a honra , e por esse motivo é compreensivel a actitude do seleccionador.

• 3:13 – Rolomen69
o titulo diz tudo!! Quem achar que john terry não é um exemplo de futubolista, morda 37 vezes a lingua!!!

 

Sábado, 6 Fevereiro
• 18:52 – RJPM
porque tirar a braçadeira da selecçao?!qual vai ser a diferença?secalhar agora vai ter menos respeito dos colegas quando deveria ser o contrario! afinal a culpa é dele ou na vanessa?a navessa ia com todos os do chelsea e porque que q so aconteceu isto com o terry?!por ele se o melhor central?ou por alguem querer trama-lo? eu sou da opiniao de que a vida privada nao remete á vida profissional! o brigde nao vai á selecçao, diz ele, ele assim está a demonstrar o fraco que é e o terry o forte, af
• 18:47 – LionsHearth1975
Abordagem deveras interessante.
• 18:34 – João Vasconcelos
Todos os que apoiam o Terry e que dizem que ele merece continuar capitão, espero que as vossas mulheres vos traiam com um colega vosso para verem como sabe bem e como, decerto, ficará o ambiente de trabalho. Terry é um símbolo duma nação e (supostamente) um exemplo para os mais novos. Que ande solteiro e a saltar de mulher em mulher que até faz bem, agora com dos outros e ainda por cima colegas/amigos é outra coisa. Muito bem Capello!
• 18:29 – Jose Antonio Lopes Batista
Deviam dar 2 braçadeiras ao homem, um chocolate daqueles nunca se deve perder mesmo que faça mal ao colestrol, viva a todos os Terrys do Mundo.
• 18:24 – SCP till im dead
Queria ver se o teus amigos ou irmaos fizessem o mesmo ctg, para ver cmo é lastimavél estar na pelo do Wayne Mrs SLB
• 16:16 – Eurico1
O problema do John Terry,na minha opinião,foi ter sido apanhado!!!!!DRAGOMAD
• 16:09 – Pedro
se calhar o ronaldo tambem nao devia jogar a bola porque anda com 5 gajas por mes e faz os outros sentirem-se mal….
• 15:40 – Mokuna
Terry mantém o estatuto no Chelsea e deveria mantê-lo também na selecção.A vida privada de cada um é com cada qual como diz o povo e até parece que Terry não precisou de forçar muito a nota pois diz-se que a “menina”era adepta ferrenha e gostava do cheiro do balneário do Chelsea.Mas os resquícios do puritanismo vitoriano não desapareceram ainda do mundo anglo-saxónico e também continuam a fazer miséria na terra de Bill Clinton e das suas secretárias…
• 15:31 – SLB ETERNO
O Terry é multicéfalo, isto é pensa e actua com mais que uma cabeça. A mais pequena sobrepôs-se à maior mas – que Deus me perdoe – quantas vezes passa à nossa frente um doce daqueles? Para mim é pecado maior deixá-lo passar, a vida é curta e chances destas são únicas. Como dizia, ao fim da vida só lastimo o que não fiz… nunca o que fiz.
• 14:12 – l.filipe.colaco
Para quem nao sabe o JT e o Wayne Bridges eram melhores amigos no chelsea. Os dois jogadores eram casados na altura e o affair prolongou-se varios meses. Portanto acho mto bem que o JT nao capitaneie a seleccao, pois ser capitao é mais do q jogar bem a bola. Penso q isso nao contribui para uniao do grupo.
• 14:05 – leâo de Amsterdam
O charmante borracho antes de provocar este problema já tinha tido ao que consta mais relacionamentos com jogadores do Chelsea possivelmente o Bridge nem se importará com isso porque razão o Italiano mete o nariz em assuntos privados.Quem sabe se o Charlês fez o mesmo ao colega Terry
• 13:55 – Daniel
e é por esta mentalidade da maioria do pessoal que deixa comentários nas noticias aqui do site que o nosso país é o que é. e por algum motivo todos estes que aqui comentam não passam disso, n têm qualquer influência no futebol. É que nem o significado de capitão de equipa sabem o que é.
• 13:36 – Pedro Azevedo
Ui, os níveis de testosterona nos outros comentários estão muito em alta… Cometiam um crime para estar com uma mulher daquelas e ele é um verdadeiro homem? Oh, meu deus… Portugal não anda pá frente!
• 13:34 – Pedro Azevedo
Percebam uma coisa… Na selecção ele encontrar-se-á com o Wayne Bridge e no clube não. Portanto, no clube não paira o fantasma da traição ao amigo! No entanto não entendi bem uma coisa. Se, supostamente, só começou a andar com ela quando já era “ex”, porquê tanto alarido?
• 13:23 – João Ortiz
O Terry tem relações sexuais com a mulher de um companheiro de selecção e ainda defendem que ele deva ser o capitão? Metam-se na pele do Wayne Bridge ou de qualquer outro jogador que seja companheiro de Terry. Inglaterra tem outros com perfil de capitão.
• 11:58 – Sr.hupt
é mesmo assim!! revistas cor de rosa não são para os jogadores!! se ele andava enrolado lá com a outra é porque ela não andava lá muito contente, castigava-o era se ele não salta-se para cima dela!! ela é que devia ser castigada!! ele é um exemplo de jogador, como ele há poucos!!
• 11:22 – leâo de Amsterdam
Por essa ordem de ideias hoje em dia todos os capitães são candidatos a deixar de o ser e os candidatos a capitães teram que o deixar de ser pelo mesmo motivo (J.Terry não cometeu nenhum crime como tal deve ser o capitão )um homem não é de ferro e um peixe daquela classe é dificil virar as costas,desculpa lá o Pontes
• 11:18 – Teodomiro Valmonte
Terry é um ser humano e a mulher que lhe virou o cérebro era uma deusa. Eu cometeria adultério, talvez até cometesse um crime para passar uma noite com uma mulher assim. Tenho pena que algo da vida intima tire a este grande capitão a sua braçadeira mas não sou inglês… Força Terry ainda hás-de voltar a ser capitão!

Partilhar

Os comentários estão fechados.