Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

O estranho destino que junta Cristiano e Messi

Calculo que os jornalistas andem muito ocupados com os jogos na televisão e as conferências de imprensa, já que foi um amigo a lembrar-me deste estranho destino que juntou Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Passo a explicar.

Antes do regresso comum às respetivas seleções, na passada sexta-feira, os últimos jogos de ambos pelas suas equipas nacionais tinham acontecido no Mundial da Rússia… e no mesmo dia! Foram os dois eliminados numa tarde de sábado…

Agora, também de volta no mesmo dia, tiveram sortes semelhantes: Cristiano não esteve à sua altura e viu a Seleção empatar em casa com a Ucrânia, e Messi, apesar de ter jogado bem, não conseguiu impedir a Argentina de perder com uma Venezuela que jogou até com camisolas adquiridas à última hora numa Decathlon!

Nos jogos seguintes das suas seleções, Messi já não jogou e CR7 lesionou-se… O que virá a seguir? E já agora: quando voltarão a defrontar-se? A Champions é a única esperança.