O duelo de Phelps e Lochte para mais tarde recordar

Acabou o Tour, vem aí a Vuelta. Longe vão já Wimbledon e Roland Garros, mas teremos a seguir o US Open. E enquanto não começa o futebol a “sério”, os Mundiais de Natação vão prendendo a atenção dos que, recusando ser apenas “loucos” por futebol, gostam verdadeiramente de desporto, em especial da alta competição.

E protagonistas não faltam em Xangai, desde a fabulosa Federica Pellegrini, que continua ao mais alto nível, até à sempre mediática Amanda Beard, a norte-americana de 29 anos que trocou já os feitos na piscina pela corrida vitoriosa da maternidade.

Falta Peirsol, é verdade, mas segue Alain Bernard, a imparável Rebecca Soni, a lindíssima Efimova. E continuam Michael Phelps, de 26 anos – com 64 medalhas, 52 de ouro, até ontem – no seu duelo com o compatriota Ryan Lochte, de quase 27 anos – com 55 medalhas, 35 de ouro – contando com JO, Mundiais de piscinas longa e curta, e Jogos do Pacífico.

Até amanhã, ambos melhorarão ainda o seu insuperável currículo, o que deixa antever, para Londres 2012, a continuação do sonho. Aproveitemos então esta oferta dos deuses.

Braçada curta, a publicar na edição impressa de Record de 30 julho 2011

Partilhar

Os comentários estão fechados.