Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

O belo exemplo de Fátima Lopes

A moda instalou-se e é quase uma praga: SIC e TVI ocupam parte dos seus “talk shows” a alavancarem novos ou atuais programas da casa e seus protagonistas. São conversas por sistema desenxabidas, com os “convidados”, frescos e sorridentes, a tentarem despertar o interesse do espectador através de um entusiasmo tão exagerado como falso.

Sendo essa a norma, há exceções. E uma aconteceu na TVI, no “Você na TV” de quarta-feira, com Manuel Luís Goucha a “receber” Fátima Lopes, a filha Beatriz e o “Brownie”, não para promover um monga qualquer mas para divulgar uma ação de solidariedade da apresentadora num abrigo para amigos de quatro patas. Com isso terão incentivado muita gente a deixar, pontualmente que seja, a modorra dos sofás e a tornar-se útil à comunidade.

Não sou fã da dimensão excessiva que por vezes se dá a atos de amor acrisolado aos animais porque existem pessoas em sofrimento sem que ninguém lhes acuda. Só que uma coisa não invalida a outra e a atitude generosa de Fátima Lopes merece ser aplaudida. Pela ação em si e pelo exemplo que constitui para tanta pretensa estrela de TV que, deslumbrada com a “fama” e incapaz de olhar para o que a rodeia, se apaixona pelo próprio umbigo. Chapeau!

Antena paranoica, Correio da Manhã, 31out20