Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

No dia em que António Oliveira regressa ao futebol

Dos 31 colunistas que “Record” escolheu para analisarem nas suas colunas “tudo o que mexer” em torno do Mundial de futebol, dois terços são já velhos conhecidos dos nossos leitores, com textos publicados em campeonatos anteriores, incluindo europeus, em 2004, 2006 e 2008. De entre os novos – que a vida de um jornal vencedor faz-se muito de renovação – peço licença para destacar o que hoje se estreia, lá bem no alto desta página: António Oliveira. Conheci-o há 28 anos, no lançamento do “Off-Side”, e nunca mais nos cruzámos. Mas quis o destino e a junção das vontades que eu possa agora saudar a mais-valia da sua colaboração e o prazer de o ter connosco. Como queremos sempre os melhores, aí temos um dos grandes. Bem-vindo, António!

Passe global, publicado na edição impressa de Record de 12 junho 2010