Não foi Drogba, foi apenas uma sombra

No passado dia 5, no diário “Marca”, o dr. Guillén, especialista em medicina desportiva, garantia que Drogba não poderia, em 10 dias, recuperar da intervenção cirúrgica ao cúbito de forma a defrontar Portugal. Como só sou homem de fé quando o conhecimento se retira, acreditei tanto na previsão do médico que a reproduzi no meu blog, jurando a quem me leu que o avançado da Costa do Marfim não estaria ontem em campo a complicar-nos (ainda mais) a vida. Bem fazia Scolari, que acreditava mais nos humores da santa que nas virtudes da ciência… Embora se deva reconhecer que nem o dr. Guillén me enganou, nem eu enganei os leitores. Drogba, de facto, não jogou. Por 20 e tal minutos, esteve por lá uma sombra. E foi o que nos valeu.

Passe global, publicado na edição impressa de Record de 16 junho 2010

Partilhar

Os comentários estão fechados.