Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Líder à vista na FPF

É sempre incómodo fazer futurologia, mas mesmo assim arrisco: Fernando Gomes será o próximo presidente da Federação Portuguesa de Futebol. E pelo seu trabalho à frente da Liga julgo que a sua eleição, para além de natural, será boa para o futebol português.

Por outro lado, não acredito que Luís Filipe Vieira se disponha a embarcar na aventura tão do agrado do diário oficial e que seria o lançamento da candidatura de Fernando Seara, que poucos apoios recolheria agora – tão lançados foram já os dados – e que estaria, assim, destinada ao fracasso.

Também Filipe Soares Franco, uma personalidade com todas as capacidades para um bem sucedido desempenho na presidência da FPF, não parece capaz de reunir os votos necessários para ser eleito. Até porque o Sporting não consegue que os seus generais se entendam internamente e continua a não escolher uma estratégia vencedora, preferindo correr por fora do sistema para depois lhe atribuir a origem dos seus padecimentos.

Lamento, no meio de tudo, que Hermínio Loureiro possa não ficar muito bem na fotografia, já que, na atual conjuntura, o patrocínio de Godinho Lopes – “Filipe, eu sempre te disse que a nossa decisão foi, desde o princípio, a de apoiar a candidatura de Hermínio Loureiro” – deixa o autarca de Oliveira de Azeméis com uma mão cheia de coisa nenhuma. Enfim, veremos as cenas dos próximos capítulos.

Termino com uma saudação a Gilberto Madaíl – que nem pelo facto de se encontrar bastante doente se viu poupado nos últimos tempos às ferozes críticas dos arrivistas do costume (até de “cadáver” já miseravelmente o apelidaram!) – o líder ainda em exercício e cujos mandatos deram ao futebol português muitos dos melhores momentos da sua história. Força nisso, presidente.

Canto direto, crónica publicada na edição impressa de Record de 10 setembro 2011