LF Vieira na CMTV: nota 4 para um peixe de águas profundas

Um peixe de águas profundas não vive fora seu habitat. Precavido, foi um especialista em sobrevivência no agreste mar do futebol – em que Luís Filipe Vieira se transformou nos últimos 16 anos – que ontem enfrentou os entrevistadores da CMTV, também eles habitantes seguros dos mares mais frios. Tomemos como exemplo a pergunta de Octávio Ribeiro sobre a reunião “a sós” com o Conselho de Arbitragem, que deixou Vieira “descansado”: não devia ser antes com todos os clubes? A resposta resumiu-se à estafada defesa da “transparência”, sem desenvolver uma linha de raciocínio coerente.

Desviar a conversa para o seu terreno foi a estratégia do líder do Benfica, de modo a fazer passar aquilo ao que vinha: louvar a excelência da sua organização, promover o investimento na academia, apontar a miragem da redução da dívida, fazer de santo a propósito de Jorge Jesus, elogiar Rui Vitória, exibir a tranquilidade do vencedor. E largar a bomba dos dez anos de avanço sobre os rivais. Pela missão cumprida e de 1 a 5: nota 4.

Análise, Record, 2MAR17

 

Partilhar

Os comentários estão fechados.