Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

José Couceiro, um homem a sério

A saída de José Eduardo Bettencourt da presidência do Sporting deixou o chão repleto de vítimas e quando Godinho Lopes arribou pouco mais restava do que um sentimento de desolação generalizada.
Curiosamente, o último a chegar, José Couceiro, foi não só um dos poucos que resistiu à avalancha – além dos jogadores, evidentemente – como aquele que não fugiu a meter a cabeça no cepo.

Não tem tido resultados desportivos entusiasmentes, é certo, embora mande a verdade que se diga que ninguém o conseguiria nas atuais condições. Mas o seu trabalho de colador de cacos começou a dar frutos, com o regresso de Caneira aos treinos e com o “novo” Izmailov que parece vir aí depois de alguém ter garantido que no Sporting não jogaria mais…

Couceiro é, além de grande profissional, um homem a sério. Chapeau!

Passe curto, publicado na edição impressa de Record de 14 abril 2011