Invejosos atacam CR9

Apesar dos 4 jogos que soma de castigo e dos dois meses em que esteve lesionado, Cristiano Ronaldo leva 12 golos marcados na liga espanhola, o último obtido na derradeira ronda, na partida com o Villarreal. Messi, o grande rival do CR9, lidera a tabela, com 16 tentos.

Mas o maior adversário do nosso craque, e que provavelmente o impedirá de ser o “Pichichi” desta época, não se chama Lionel, chama-se inveja e é irmã da vaidade.

Habituado a apontar grandes penalidades e a concretizá-las, Cristiano sofre desde o primeiro dia no Real a concorrência de Kaká, que como raramente marca exige o seu penálti sempre que pode. Como se não bastasse, chegou agora outro faminto de golos, Xabi Alonso, a retirar ao português a hipótese de marcar mais e de passar Messi.

Cristiano Ronaldo podia ter saído no domingo do Bernabéu com 3 golos e ficou-se por 1. Messi, que depressa seria apanhado, conta em Madrid com a preciosa ajuda de dois barões do futebol, mais virados para o próprio ego do que para o sucesso de um companheiro. E como o treinador nada manda, a vaidade e a inveja – risonhas e beatas – são mães no Real.

Passe Curto da edição de Record de 25 Fevereiro 2010

Partilhar

Os comentários estão fechados.