Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Grande Alberto!

Não, não lhes vou falar do falhanço da tentativa de Alberto Contador de ganhar ontem em Alpe d’Huez e se o fizesse seria para enaltecer a bravura do campeão, que tombou em combate, caiu de pé.

Mas posso pegar na imagem que retivemos do ciclista espanhol a afastar – a esmurrar, melhor dito – um daqueles extraterrestres que vão para a berma das estradas não para incentivar os corredores ou desfrutar de um espetáculo inigualável mas para aparecer na televisão aos amigos como reis da macacada. Tristes figuras.

No Twitter, tive de bloquear quase uma centena de “followers”, que não só recorriam à ofensa como nada compreendiam do que se comentava. Era teatro do absurdo, eu escrevia que “fulano jogou bem” e um artista respondia algo como “já estás a queimar o rapaz, não é?”.

Também no Facebook tive de encerrar a conta porque, através de amigos de amigos, havia sempre um energúmeno que conseguia “obrigar-me” a ler um chorrilho de palavrões.

Mas sou um felizardo, não tenho de escalar paredes e de levar ainda por cima com os anormais que vêm da selva.

Sprint curto, a publicar na edição impressa de Record de 23 julho 2011