Federer, Nadal e Djokovic: voltaram os grandes combates dos chefes

As vitórias de Federer sobre Djokovic e de Nadal sobre Murray, no ATP World Tour Finals, fizeram regressar à ribalta do ténis os maiores combates dos últimos dez anos. Vejamos como estamos de vitórias nos duelos dos três grandes entre si (122 jogos):

Federer-Nadal: 11-23 (desde 2004), 1-0 em 2015

Nadal-Djokovic: 23-22 (desde 2006), 0-3 em 2015

Djokovic-Federer: 21-22 (desde 2006), 4-3 em 2015

10628393_759777367449828_5233918236529819513_n

Nos 11 confrontos deste ano – e faltará pelo menos mais um ou dois – sete triunfos para Novak Djokovic e quatro para Roger Federer, o que quer dizer que só quando reaparece o melhor de sempre, a jogar ao seu nível, é que o melhor do Mundo perde…

Mas eis que com duas vitórias consecutivas, em Londres, Rafa Nadal está de volta e promete tornar a ser a besta negra dos seus dois mais duros rivais, que supera nos embates diretos, com 23 triunfos sobre cada um. Felicidade nossa, que podemos ver em ação – em simultâneo no topo das suas capacidades – três dos maiores tenistas da história.

Partilhar

Os comentários estão fechados.