Falta de nível em “Água de Mar”

A ideia original de José Eduardo Moniz é boa, como se esperaria. “Água de Mar” é uma novela própria da época estival, com gente jovem, praia e “corpos danone”, que explora temas que interessam aos adolescentes, na boa esteira de “Morangos com Açúcar”.

Infelizmente, os textos não pertencem a Moniz e a RTP mantém-se fiel à sua confusa noção de serviço público. E se em programas como “5 para a Meia-Noite” ainda percebemos, e até nos divertimos, com a ligeireza das palavras, já em trabalhos mais voltados para o encontro familiar, e transmitido em horário nobre, esperar-se-ia alguma contenção.

Num episódio desta semana, organizou-se um desfile de Miss Bum-bum – repleto de celulite, rabos descaídos e mocinhas básicas, enfim, o que se arranjou – sendo que um dos protagonistas se debatia com problemas nos testículos e sentia “dificuldades” ao olhar para as concorrentes, pelo que a mãe (!) o mandou tratar… do escroto.

Se perguntam se me choca, não. Conhecendo o país onde vivo, já pouco me abala. Mas não havia necessidade de se baixar tanto o nível.

Antena paranoica, CM, 26JUL14

Partilhar

Os comentários estão fechados.