Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Elevador da Glória (23)

SOBEM

José Sócrates
Quando o céu parece desabar-lhe sobre a cabeça, eis que algo acontece para fazer dele outra vez o herói da fita. A cimeira da NATO e o seu protagonismo ao lado de grandes figuras da política mundial, junto das quais indiscutivelmente sabe “estar”, dão-lhe mais sete fôlegos para substituir os sete que já perdeu. Mesmo com a crise às costas, ele resiste…

António Costa
A recusa da tolerância de ponto para os funcionários da sua câmara, bem vista pela opinião pública, junta-se às críticas abertas aos que equacionam já a sucessão de Sócrates no partido, uma movimentação que considera “inoportuna”. Resta saber se a inteligência deste outro peixe de águas profundas do PS chegará para o colocar no topo… no momento oportuno.

Luís Amado
Caiu o Carmo e a Trindade porque ousou desejar aquilo que a maioria dos portugueses reconhece como uma inevitabilidade: o entendimento dos dois maiores partidos para que seja possível sobreviver à crise – por muito que se desconfie da competência daquela gente. O pragmatismo e o bom senso a perderem para o irracionalismo e para a conflitualidade.

DESCE

Teixeira dos Santos
Tem passado a vida em declarações para tranquilizar “os mercados”, mas também a produzir novas declarações para tentar esclarecer as anteriores, que alguém não entendeu, propositadamente ou porque ele não se se soube explicar. E enquanto os corpos gerentes se divertem no arraial mediático da cimeira, o tesoureiro sofre – só lhe aparecem contas para pagar.

Elevador da Glória, publicado na edição impressa de Record de 20 novembro 2010