Elevador da Glória (21)

SOBEM

Manuela Ferreira Leite
No meio da gritaria do debate do OE 2011, a ex-“dama de ferro” subiu à tribuna para dar uma lição aos meninos. Foi bom, entre tantos disparates, ouvir a voz do pragmatismo e do bom senso explicar que os “mercados” não são entidades distantes e abstratas, e que estavam mesmo ali, em S. Bento, a tentar perceber onde vão meter o dinheirinho deles.

Francisco Louçã
Corre bem a vida ao líder do Bloco, a quem basta assumir o papel de cidadão descontente, mesmo “revoltado”, para que o seu grupo político suba nas sondagens… à custa da queda do partido do governo. Afastado do poder até o Planeta tombar – o que já pareceu maior impossibilidade – Louçã terá sempre razão enquanto não tiver de fazer. E como não tem…

António Horta Osório
Durão Barroso, António Guterres e António Borges têm companhia portuguesa nos mais altos cargos a nível internacional. Horta Osório, um gestor de 46 anos, irá deixar o banco Santander, em Março próximo, para ser CEO do britânico Lloyds, ou seja para assumir a liderança de uma das maiores instituições financeiras do Mundo.

DESCE

JP Aguiar Branco
O que terá levado um dos rostos da serenidade e da decência que se mantêm na política nacional a utilizar a linguagem desbragada que marcou o seu último discurso na Assembleia da República? O regresso à primeira fila da bancada e à tribuna merecia ser recordado pelo sentido de Estado do deputado e não esquecido como uma peça menor da sua vida política.

Elevador da Glória, a publicar na edição impressa de Record de 6 novembro 2010

Partilhar

Os comentários estão fechados.