Elevador da Glória (14)

A SUBIR

João Soares
Não alcançou o nível oratório que distinguia o pai, nem teve a originalidade do texto de Aguiar Branco, mas construiu o discurso mais realista e mais sólido da sessão comemorativa do 25 de Abril, na Assembleia da República.

Miguel Pinheiro
Em 6 anos, a “Sábado” conseguiu implantar-se no mercado graças ao trabalho da pequena e qualificada equipa de jornalistas que lidera. A noção exata da informação que os leitores querem encontrar é a chave do seu êxito.

Pedro Passos Coelho
Manteve-se na ribalta da atualidade política ao tirar da cartola um apoio ao Governo, o que revelou o seu sentido e Estado e deixou a nu a fragilidade do Executivo. Ângelo Correia está a trabalhar bem. Sósia, Sócrates já tem.

A DESCER

António Serrano
Ser ministro e não surgir nos telejornais a dar sinal de importância é algo que a lusa vaidade não permite. E lá veio o titular das Obras Públicas prometer continuar a saga faraónica, como se isso dependesse da sua vontade.

Elevador da Glória, publicado na edição impressa de Record de 1 maio 2010

Partilhar

Os comentários estão fechados.