E ninguém os demitiu!

Nesta crónica, a número 500 e tal (!), que assinala a passagem de dez anos – ai, ai… – sobre a publicação da primeira, aqui no CM, deixo de parte a televisão para exorcizar um demónio que não me larga.

Em agosto, aplaudi os esforços da diplomacia portuguesa a favor da abertura do corredor aéreo com o Reino Unido, uma medida vital para a nossa economia. Presidente e primeiro-ministro envolveram-se igualmente na “task force”, e respirámos de alívio quando as autoridades britânicas libertaram de quarentena os turistas regressados de Portugal. Agora, com o crescimento dos casos de covid-19 na Europa, e também por cá, o isolamento volta a ameaçar-nos…

Pouco podemos fazer, é certo, o que torna ainda mais chocante a foto dos turistas amontoados na chegada ao aeroporto de Faro, que há duas semanas correu Mundo. Após cinco meses a dormir a sesta e apesar de todo o tempo que tiveram para preparar um “boom” anunciado, o SEF e a tutela não foram expeditos, não fizeram o seu trabalho e contribuíram para dar, do país, a mais terceiro-mundista das imagens, com prejuízos sem conta para um setor já em crise profunda.

É revoltante ver uns a darem tudo e outros sem vergonha da sua trágica incompetência – e sem ninguém que os demita.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 6set20

Partilhar

Os comentários estão fechados.